Às Vezes Acontece de Altair Ferreira de Souza Souza | 05Fev2018 09:20:13

Publicado por: Diana Balis

altair.pngAmor que brota de uma viagem

Viagem que se inicia no primeiro olhar.

Olhar pro futuro ficou no presente

Presente promessa

Com cheiro de mar.

Amar sem fronteiras,

Paixão verdadeira... Feliz brincadeira

Com gosto de altar.

Altar?!... aí está o segredo.

Se ela não tivesse medo

Dos paradigmas convencionais

Quebraríamos a aliança

Que fizemos com o passado

E permutaríamos

Os anos sem paz,

Os amores fingidos, forjados

Manchados e fragmentados

Pelos vendavais...

Por segundos vividos,

Sentidos, envolvidos

Que a gente não quer que acabem jamais...

 

Altair Ferreira (17 de Setembro de 2006, 1h e 7min)

 

 

 

 


Partilhar:

Comentários
Não existem comentários

Para poder comentar necessita de iniciar sessào.

Regista-te e Publica

Email:
Anedotas
Uma cigana chega ao registo civil para registar a sua filha. Pergunta-lhe a empregada:
- Então qual é o nome que vai dar à sua filha?
- Cravo Biciclete!
- O quê?! Isso lá é nome que se dê a uma criança?
- Então?! Vocês têm uma Rosa Mota, nós também podemos ter uma Cravo Biciclete!...
Procura
Galeria







©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional