Poesia Ronalda Teixeira | 20Jul2016 16:06:34

Publicado por: (......)

13720689_1341504595863815_1830974346_o.jpgA Moça fagueira

Ronalda Teixeira

A moça fagueira...exibida que só Fica na janela... Que dó. O que se passa com ela? Nunca mostra seu rosto Somente seu dorso Um par de joelhos Os que passam ,suspirando Oi moça. ..cadê você Apareça. Quem sabe...aconteça. E toda vez que o sol se põe A moça com muito desvelo Na janela... expondo Seus...joelhos.

 

 



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (224)

Poesia Gizza Machado | 20Jul2016 15:29:48

Publicado por: (......)

15.pngLoucuras de amor!!!

Gizza machado - bigg!!!

 
Enquanto a chuva molha o meu rosto
lembro que ainda sou criança
lembro que ainda sou apaixonada pela vida
lembro que sou louca por diversão.
Crescer parece ser perigoso...
Você tem que ser responsável...
Você tem que ser alguma coisa...
Porque não posso simplesmente viver...?
Quero rabiscar meu nome na areia
e quem sabe eu tenha alguma ideia incrível
que me leve ao caminho da liberdade!!!
Nem que seja por alguns minutos, alguns segundos.
Quero tirar essa roupa que não serve mais

E enquanto você dorme, eu corro pelas ruas
grito nas avenidas e rio de cada pesadelo que
não faz mais parte da minha vida.
E quando você perceber, o que era distante  e frio
agora está bem perto e quente no meu peito.
Consigo sentir cada pulsar do meu coração...
Ele não está gelado como eu imaginava
pelo o contrário, ele está mais vivo do que antes.
Recheado de amor, o seu amor
o meu amor, o nosso amor.
Cometi o maior crime da minha vida
em realmente te amar...
Não medi as consequências
apenas me deixei levar por você
e toda essa loucura é tudo que preciso.
Você faz o meu mundo pirar!
Às vezes te odeio quando mais te amo
e nessa insanidade percebo porque
o quero a cada dia mais e mais,
te amo...te odeio...te amo...te odeio

Na verdade: te amo!!!



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (147)

Poesia de José M.M.Pedro | 17Jul2016 15:44:29

Publicado por: (......)

1376079_708364772524503_1768069650_n.jpgPoema VIDA 

José M.M.Pedro 
( In: Pela Noite Dentro - Editora Unyversus)  2011

Vida

Vejo para além dos olhos do Universo

Iluminação do Pavio da vela na minha escuridão

Dialogo com o Mundo

Alegres conversas se prolongaram na imensidão

 

Velejo pelo mar fora, até encontrar bom Portel

Infindáveis estórias me vão contando os mares

D’Água salgada enchi meu Tonel

Arrastando comigo multidões de peixes

 

Vivo a vida que se não vive.

Idealizo meu modelo de vida melhor

Dando-me todo há arte.

Arte de um Arquétipo de um esplendor

 

Vejo coisas que Tu não vês

Idealismo morto numa vida vivida

Diário de uma vida que não lês

Aroma chinês no verdadeiro sentido da Vida



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (175)

Poesia José Hilton Rosa | 16Jul2016 20:28:25

Publicado por: (......)

11150599_10200365423053991_6923704855927198970_n.jpgO medo da dor

José Hilton Rosa

O medo da mata escura
O coração gela sem medo
Falando de assombração
Falseia o medo da vida
 
Olhos claros na noite escura
Ouvindo o som desconhecido
Falando de assombração
Falseia o frio da mente
 
Olhando os pássaros
Ouvindo a voz do desconhecido
Falando de pessoas
Falseia a verdade do medo
 
Olhos cheios d’água
Ouvindo perdão amanhã
Falando de presas
Falseia a verdadeira dor
 
 
 
José Hilton Rosa 

Poesia Jefferson S. Lima | 14Jul2016 11:42:41

Publicado por: (......)

13631585_1331965816832436_6675684679571978608_n.jpg CONVERGÊNCIA

Jefferson S. Lima

Não importa quando nasce uma amizade, Se nas calmarias ou turbulências da vida Se nas nuances luminosas ou obscuras. Não importa nem mesmo quando ela se fortalece, Se entre copos, músicas, risos e desvarios Se num abraço, lágrimas e silêncio. Importa como escolhemos caminhar juntos, a despeito Dos tantos relevos e texturas da personalidade, Das diferentes formas ou focos do olhar. Importa que ainda entre cores, opiniões ou caminhos distintos Um ponto de convergência nos faça reconhecer que No chão simples da vida a amizade prevalece.

 



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (161)

Poesia Luiz Barbosa | 14Jul2016 11:38:42

Publicado por: (......)

12295367_932969453484971_372772464784382785_n.jpg Imperfeito

 Luiz Barbosa

Somos assim desse jeito,Torto e imperfeito

De boca ácida,
Vazios no peito,
De um certo amor estreito,
No interesse do seu pleito.
De língua afiada.
Somos todos suspeitos,
Quase sempre insatisfeitos,
Só não tiramos proveito,
Do que achamos não valer nada.
Perdemos o bom conceito,
Estamos putrefeito,
Da terra somos o rejeito,
Convalida, adoentada.
Será que foi Deus, que nos tenha feito?
Com todo respeito, 
Se foi Deus, fez malfeito,
Ou a receita deu errada.
E pior, não dá mais para ser refeito,
Talvez Deus acerte na próxima fornada.

Poesia Rosana Rodrigues | 14Jul2016 11:15:53

Publicado por: (......)

13055735_10207546133705880_3896386800523502759_o_1.jpg VEJO VOCÊ

Rosana Rodrigues

Da janela do meu ônibus vejo você. ..
Vejo-te zumbis,
Atormentados pelo vício.

Vejo o seu medo exaurir sua esperança,
Seu amor e compaixão. 
Pelas ruas vejo seu medo explodir. ..
Surtos e violência.

Da janela também vejo o meu coração endurecer 
E se preparar para o eterno anoitecer que instalou-se na alma humana.



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (157)

50 a 56 de 65 Primeiro | Anterior | Seguinte | Último |
Regista-te e Publica

Email:
Anedotas
O Zezinho pergunta à Mãe:
-Ó Mãe, é verdade que na nossa família é habitual morrer-se por morte súbita?... Mãe!? ... Mãe!??
Procura
Galeria







©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional